Archives
You are currently viewing archive for June 2010
Posted By Renata Xavier
Uma semana sem a Ignez…
Foram 35 dias de mesa farta, muita ajuda com a Isa e papo bom alias, prosear era o q a gente mais fazia.
Qdo ela se ofereceu p vir nos ajudar eu de cara aceitei, sabia q era a pessoa certa p lidar c a situação e porque não dizer, p lidar com meu marido de linhagem inglesa...
Pensei: eles se deram bem em Vancouver por que não iriam se dar bem agora em PR?
Palavras não podem expressar minha gratidão a Ignez afinal; não é qq pessoa q deixa a sua vida de lado por 35 dias, se mete num avião (dois, pois não tem voo direto) e ainda trampa na cozinha como ela trampou todo esse tempo.
Eu retribuía tudo q aprendia de culinária, cuidados c recém nascidos e etc com aulinhas de informática. Inacreditável a capacidade dela em aprender os truques de Facebook, blogging, edição de imagens e etc.

Sobrevivemos a primeira semana sem ela e agora é encarar a vida como ela é.

ignez_despedida

 
Posted By Renata Xavier

Hoje a Isa esta com 24 dias, mas veja um videozinho de qdo ela tinha 8 dias...

 

 
Posted By Renata Xavier
Tudo pronto pra nossa alta.
Passa o obstetra, passa a pediatra e eu começo a me arrumar pra dar o fora daquele hospital...
Jamie se despede dizendo pra eu e a Ignez lidar com o check out do hospital, q já havia pago tudo e q ele não podia mais ficar naquele lugar e lidar c aquelas pessoas.
Eu achei um absurdo ele deixar a gente se virar com a papelada, mas por outro lado meio q entendo ele.
Tudo lá era demorado, complicado, embaçado, sabe?

Enquanto a Ignez ia de guichê em guichê pegando os papéis p minha alta eu fui na sala do Projeto Lacta (amamentação) e aluguei uma máquina de bombear leite. Meus peitos pesavam, minhas costas doíam e eu andava super capenga pelos corredores daquele hospital, mas sabia q estávamos por pouco. Fui super bem atendida no Pr. Lacta e a mulher até deixou eu bombear um pouco, claro; só saiu colostro, mas ela ate tirou uma foto pois me disse q nunca viu tão amarelo e tb estava maravilhada c a quantidade q saiu em tão pouco tempo de bombeamento.

colostro

Pra sair c a Isa do Hospital outra odisseia, dessa vez c a presença do marido...

Ela tinha duas etiquetas: uma de segurança removida por um senhor do depto de segurança e uma outra removida por uma atendente da administração. Ah! Outra coisa: só deixam a gente sair se tiver carseat, achei isso coisa de primeiro mundo, mas só isso tb...
O trajeto do hospital até em casa é coisa de 1 quilometro, mas pra mim parecia uns 10... a cada lombada eu gritava de dor pedindo pro Jamie ir mais devagar. Faltou uma cinta pra segurar minha barriga, mas...

Já em casa a sensação era de: alívio (uma etapa vencida), vitória (nossa filha e eu estamos OK), fome (muita fome) e dor (muita dor), se não fosse a Ignez do nosso lado acho q choraria (muitas vezes).

 
Posted By Renata Xavier
As dores eram um pouco menores, mas ainda sentia dor.
Chega a Ignez pra troca de turno e me diz:
-          Rê vc só sai daqui se seu intestino funcionar…
Dito e feito… meu medico falou o mesmo e me deu um supositório…caraaaa aquilo foi o meu fim. Fui umas 12 vezes ao banheiro e falava:
-          eu tava boa, por que eles fizeram isso comigo?
Nunca mais eles me pegam, viu? Dá próxima, vez se perguntarem se meu intestino está funcionando eu vou dizer q sim.
Foi um dia horrível, eu prefiro esquecer!
De noitão entra uma enfermeira com um copinho com um liquido branco pra eu tomar.
AINDA BEM Q EU PERGUNTEI:
O q é isso?
E ela me disse: é p vc evacuar...
Eu disse:
MAIS??? Evacuei umas 12 vezes senhoraaaa.
Já pensou se eu não pergunto e tomo o liquidinho?
No, num quero nem pensar.
 
Posted By Renata Xavier
Bom, a primeira noite na maternidade passou rapido pois afinal estava sendo dopada. Amém! A Isa se comportou bem, durmia, claro! Até q veio uma enfermeira e perguntou se eu havia amamentando…
Claro q não, a nenê não chorava, o q pra mim queria dizer q não tinha fome (mas depois farei um post sobre amamentação) enfim; acordo a menininha e tchutcho meu peito na boca dela, ela até q sugava, mas não corretamente. Recebi informações de como deve ser a correta sucção e como o pai estava presente ele viu q nem tudo são flores... eu precisa aprender a colocar o bico na boquinha dela e ela tinha q sugar corretamente.
Segundo dia eu acordo com muita fome, ah! Minha janta do dia anterior foi porco, nem parecia comida de hospital, adoreeei! Ligo p as enfermeiras e elas me dizem q tenho q esperar mais uma hora, nossa q fomeeee!!!
Jamie deixava a maternidade pela manhã e ai vinha a Ignez p passar o dia comigo, assistíamos um filminho no computador e proseávamos MUITO sobre os conhecidos de Araras e sobre as diferentes fases de nossas vidas. Nos conhecemos a mais de 20 anos...

No segundo dia tb me fizeram andar, tomar banho e tiraram minha sonda. Tudo isso era muito dolorido, mas com a ajuda dos remédios p dor eu me mexia vagarosamente.

Isa_crop

 
Posted By Renata Xavier
Uma semana antes do dia 29 de maio eu já havia marcado cesária… o medico me disse:
“Renata só por um milagre essa menininha vai virar”, eu confesso q acreditava num milagre até no dia anterior a cesária, a cada mexida eu pensava: Vira Filhinha, viraaaa!
Com isso a ficha nunca caia, num atinava q iria fazer uma CIRURGIA… Sábado lindo de sol e lá fomos nós, Jamie e eu p a maternidade, Ignez ficou em casa na espera de noticias, outros amigos queriam estar lá no momento do nascimento mas meu marido com sua linhagem inglesa disse q este era um momento nosso, q não deveria ser dividido com ninguém...muito contrariada respeitei e agradeci o apoio dos amigos, mas tive q dispensar.
A maternidade estava muí tranquila, somente a minha CIRURGIA, a anestesista e sua equipe foram formidáveis, me deixaramm super segura, conversamos um monte e como o marido acompanhava tudo eles falavam em inglês, ah! Tinha um enfermeiro q me perguntava tuudo em espanhol e o marido se irritou, pediu por favor pra falar tuudo em inglês, ele tava super nervoso, sabe aquela cara q ele tinha no casamento? Meio q congelado, olhos arregalados, ressabiados enfim; uma pilha! Tudo pronto e nada do obstetra aparecer, entonces mais converceee. O povo sempre quer saber como Brasil e Nova Zelândia se uniram, e eu sempre falo q não é fácil encontrar canadenses no Canadá afinal; eles não existem e qdo existem são em baixa escala.
 
Posted By Renata Xavier
Chega o obstetra, q é uma graça, sempre muí tranquilo, conversa com o Jamie e lá vamos, a equipe de anestesia e eu p sala de CIRURGIAAAA!
Qdo saio da maca e passo p mesa de operação a ficha cai! Sinto q estou nas mãos de seres humanos =s a mim... começo a respirar fundo e rezo.
Entra o Jamie, camera a postos e ele começa a espiar atras da cortina o trabalho dos cirurgiões e toma uma chamadaaa da anestesista: “vc está aqui p dar apoio a sua esposa, foque nela e deixe os cirurgiões trabalharem, no momento certo t aviso e vc poderá fotografar o bebe de um bom angulo”. 5 minutinhos depois dessa chamada já escutamos o chorinho da Isa. Foi comovente, choramos...ela nasceu c/ 3.050 quilos, 50 cm e não 56 como o hospital me passou.
Arrancaram Jamie e Isa da sala e eu começo a ter náuseas, chamo a enfermeira e aviso: vou vomitar!!! E assim o faço, sei lá o q rolou... chamam a anestesista no telefone e ela rapidão entra e muda uma medicação, começo a me sentir melhor, eles terminam de me fechar e eu vou p sala de recuperação. Ali foram as piores horas... Sensações de frio calor, dor, mal estar etc e mais etc. Depois de umas 3 horas ali fui pro quarto. Pegamos quarto particular pois nosso plano de saúde nos da direito a quarto com outra parturiente e meu marido achava isso uma péssima ideia: “eles devem receber um monte de visitas, eles devem fazer barulho enquanto a gente preferir silencio, no final; acho q um quarto só pra gente foi a melhor pedida mesmo.
Logo q chego no quarto já recebo a ligação da madrinha da Isa, todos lá queriam noticias pois sabiam q a cesária seria pela manhã e já era fim de tarde e nada do Jamie ou eu ligar, foi demais poder relatar a ela as primeiras sensações de ser mãe, apesar do mal estar q eu ainda sentia.
Falaram q em meia hora trariam a Isa, mas q nada, mais de 2 horas se passaram até eu ter ela em meus braços. O Jamie bufava, outras cositas aconteceram as quais deixaram ele possesso, mas eu falava: “relax, não vamos arrumar confusão aqui, estamos só no começo, ainda tenho 3 dias nesta maternidade...

Vejam fotos da nossa filhinha no http://www.renataxavier.com/isa/isabel_photos.pdf

 

 

 
Google

User Profile
Renata Xavier
San Juan, PR

 
Recent Entries
 
Archives
 
Links
 
Visitors

You have 572198 hits.

 
Navigation
 
Click for San Juan, Puerto Rico Forecast